segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Passou...

E me disseram que seria fácil, que passaria rápido, que nem notaria. Não acreditei, como de fato ninguém crê. Constatei que o tempo passou há uns quinze dias. Só se fala no fim. E pensar que o tão esperado fim se resume a dois semestres e só. Dentre as milhões de dúvidas que me atropelam agora as mais cruéis dependem da vida, destino, sorte ou sei lá que palavra usar para o desconhecido.

Entre não saber o que fazer, sobre o que falar descobri a estranha sensação de não estar pronta - estranha, mas conhecida. O tempo me carrega como uma onda muito forte, daquelas em que a tentativa de controlar o corpo é nula e a ideia de se deixar levar é assustadora.

E depois? A onda vai passar (eu sei que vai) e essa sensação de segurança que existe hoje - e anda tão fatigada - vai passar junto. Afinal, o que será seguro? Nada. A incerteza do amanhã me tortura todo dia... uma mordida ali, outra aqui. A lâmpada acesa de uma ideia está apagada, acho que queimou. O teto da casa das ideias tem pé-direito muito alto, não consigo trocar a lâmpada sozinha...

Quando esta dança tiver seu desfecho os holofotes se apagarão e o escuro me cegará por alguns segundos. Este instante perdida é o que mais me apavora, este desconhecido de cegueira momentânea.

Espera...


4 comentários:

  1. Miloca .. quantas milhoes de coisas sera que eu consigo imaginar enqto eu leio esse texto ??? rss Depois qd vc vier aqui vou fazer questao de pedir pra vc ler com a sua entonação viuu .. rss Parabens pelo POST ... Beijo Ro

    ResponderExcluir
  2. você sabe que estamos todas na mesma situação, (você talvez um pouco adiantada vai), mas captou tudo o que passa na minha cabeça em momentos de incerteza. e o pior é que dá para aplicar esses sentimentos em tantos aspectos da vida, que não quero nem pensar. mas gata, não se assusta, que quando o escuro vier, estaremos de mãos dadas com você. te amo muito! bejio

    ResponderExcluir
  3. era ontem ainda, e estavamos no colegial sonhando alto, visitando o Estado de São Paulo, e imaginando que uma seria chefe daquele jornal, e outro seria advogado daquela empresa. Ao encontrar sua irmã na formatura da PP da metô, ontem, dia 26/02, vi o qnto o tempo passou para nós, sua irmã já está formada há anos, você se formará e esse ano, e eu se tudo correr como os conformes ano que vem me formo também.
    Acho que só o fato de olhar pra trás e lembrar de como era, e saber que na frente havia algo concreto, mas que agora ao olhar pra frente, não sabemos o que nos espera. O que vem depois da faculdade?

    Beijooos Cá ! ! !

    Saudadeees

    ResponderExcluir

Escreve aí o que você achou do que eu escrevi....ou escreve o que você não achou...ou escreve o que você quiser...ahhh...escreve aí!