sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

O ano do coelho

Tem gente que acredita que um novo ano é uma nova chance. Talvez. Acho que, na minha atual visão pouco romântica das coisas, é só uma passagem de tempo, uma nova contagem de 365 dias, os números se atropelando no relógio. E este é um talvez bem grande.
Se não for uma nova chance, daquelas que existem por si só, vamos fazer uma nossa. Vamos mudar algo que nos incomoda em nós mesmos e aí fazer algo diferente. Mudar um pensamento, uma atitude ou a forma de enxergar as coisas.
Desejo que eu mude. Mude para melhor e para mim. Não quero mudar pelo meu namorado ou pela minha família, pelos meus amigos ou pelos meus problemas. Quero mudar eu mesma por mim mesma porque assim, de certa maneira, acho que serei melhor para todos.
Quero ser mais dedicada, curiosa, atenta. Quero ser menos pessimista, tediosa e previsível. Quero ter mais coragem, mais garra, força. E pensando como um grande amigo, quero ouvir mais - bem mais - e falar menos. Quero aprender mais, tentar ensinar também. Quero ser mais feliz, conquistar liberdade e independência e não lutar por elas. Quero mais tempo... mas isto já consegui: tenho mais 54 semanas para tentar fazer diferente.

Um comentário:

  1. Escrevo que te amo muito. Que como em um livro, os dias são linhas, os capítulos dias/semanas, e o fim de um ano é a formação de um livro mesmo. Falar menos e escutar mais é um objetivo, é um desejo, de quem quer reclamar menos da vida e perceber mais ao redor. Notar as coisas com o coração. Com o espírito. Com pureza.
    O ano do coelho será marcado minha amiga por calma!
    Te amo!

    ResponderExcluir

Escreve aí o que você achou do que eu escrevi....ou escreve o que você não achou...ou escreve o que você quiser...ahhh...escreve aí!