sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

euevocê


Você me completa. É assim, simples. Você veio para me ensinar tudo. E aquelas coisas que eu já sabia você me ensinou a enxergar diferente. Você me mudou. O suficiente para ser perceptível a olhos nus. Entre julgamentos alheios pode ser negativo, positivo, natural. Não importa. Parei de tentar fazer com que terceiros entendessem nossa "dança". Na verdade, finalmente, quem entendeu fui eu. Demorou um pouquinho. Não foi fácil, mas nada é. A felicidade é um sentimento único, porque cada um sente ela de uma maneira diferente, em um momento diferente e as coisas mais bobas podem ser as mais importantes para uns e para outros não. É um processo contínuo de aceitação. Aceitar que eu e você somos uma "unidade dupla" e não cabe mais ninguém. Desistam. Você? Você não! Nunca desista de nada relacionado a este euevocê (sim, em uma única palavra! E que a Academia Brasileira de Letras me perdoe...).

Você se tornou meu melhor amigo, meu confidente, meu ombro, minha pessoa favorita, o responsável por muitos dos meus sorrisos e minhas gargalhadas, um bom ouvinte, às vezes conselheiro, sinônimo de confiança e de amor (aquele homem e mulher sabe?). Você é meu namorado, minha paixonite aguda, meu amor real, meus desejos, sonhos e participante das conquistas. Você me apoia em tudo (até mesmo para escrever mais aqui. Para escrever um livro... e olha só, o primeiro post do ano é seu - você merece).

Você me ensinou que tudo bem ser eu mesma e ter vontades diferentes do que os outros esperam. Você me ajuda a ir deixando para lá o ideal constante de perfeição. Me ensinou a confiar, a ter certeza que você vai estar lá para segurar a minha mão. Você me fez sonhar em casar, ter filhos, ser feliz para o resto da vida (coisas que tinha esquecido lá atrás, no final da minha infância, pensando em resgatar vai saber quando).

Você me mostrou que eu posso ser muito mais feliz do que sempre fui. Porque eu sempre fui muito feliz, amor. Como dizem, eu nasci sorrindo! Mas nunca tinha provado esta felicidade aqui, de saber que se tem alguém! Alguém além do amor-família. Alguém que ama e aceita tudo o que forma o que eu sou. Talvez aqueles alheios que leem isto entendam uma parte da nossa dança: Você me faz feliz!

Parabéns para nós dois, principalmente para você, por em dois anos construir tudo isso e me fazer mais bem do que imagina. Minha meta para o próximo ano? Chegar ao menos perto de fazer por você tudo o que fez por mim. Desse jeito o nosso euevocê vai ser mais equilibrado, justo!

Ahh...e antes que eu esqueça de dizer: eu te amo!

Feliz aniversário!